2éImpar 

(2017/2020)

 

Dois corpos procuram formas de diálogo, utilizando dispositivos para tensionar essa relação. Como estar juntos diante de nossos corpos tão distintos? Na afirmação da diferença, encontramos a potência do desequilíbrio, da não simetria e do encontro de desiguais para produzir uma performance e ir ao encontro de quem se situa como “público” de nosso ato. 

O trabalho foi criado no ano de 2017 e já foi apresentado como uma performance na Mostra Extensão no Espaço Espaço Mova(BR) e vai estreiar em Lisboa no Teatro Praga Gaivotas 6(PT) em janeiro de 2020.

Esse trabalho contou com a descoberta de alguns dispositivos, dentre eles o camisão, que foi desenvolvido em parceria com a artista Erika Schwarz.

 

Ficha Técnica